Logo Web Radio Água

Você está aqui:Início/CONTEÚDOS/MUNDO ÁGUA/Boas Práticas/Rede de pesquisa “Pecus” busca soluções para tornar a pecuária mais sustentável

ÁGUA E CIÊNCIA

Ter, 20 de Maio de 2014 13:48

Rede de pesquisa “Pecus” busca soluções para tornar a pecuária mais sustentável

Escrito por  Poliana Corrêa

No Brasil, a pecuária é considerada uma das grandes responsáveis pela emissão de gases do efeito estufa. Sendo que o aumento desses gases na atmosfera é apontado como uma das principais causas das mudanças climáticas e do aquecimento global. 

A pesquisadora da Embrapa Pecuária sudeste, Patrícia Anchão, defende que a participação do setor no cenário das emissões está dentro de um padrão de normalidade, e explica que a emissão de metano pelos animais é um processo natural e quando se contabiliza isso, a pecuária acaba ficando em evidência.

O fato do setor agropecuário ser apontado como um vilão das emissões de gases de efeito estufa está mais ligado a ideia de divulgar apenas as emissões e não as remoções. Outro ponto que faz com que o setor agropecuário seja a pontado como um vilão esteve ligado cm o aumento dos desmatamentos no País. Entretanto, isso vem diminuindo de maneira consistente, a nossa área de pastagem vem decrescendo e nosso rebanho aumentando. Então é um impacto muito menor do que foi no passado e também a agropecuária tem um percentual de emissão alto porque as outras matrizes brasileiras são, ou eram, muito limpas em função do uso de energia elétrica via hidrelétricas e o transporte  usando o etanol ou biodiesel”.

Em 2011, a Embrapa iniciou o projeto de pesquisa Pecus que tem por objetivo estimar a contribuição da pecuária brasileira para o efeito estufa e a busca por sistemas de produção mais sustentáveis. Ao todo, são mais de 350 pesquisadores da Embrapa e demais instituições no Brasil e no exterior, realizando experimentos nos cinco biomas brasileiros - Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Pantanal e Pampa. Patrícia Anchão conta mais detalhes dos trabalhos desenvolvidos pela rede. 

Nós temos resultados bastante promissores da adoção dos sistemas melhorados tipo integração lavoura-pecuária, uso de plantio direto, recuperação de pastagens, também na área de suínos e aves com tratamento alternativos de dejetos, e também com relação a nutrição animal através do uso de aditivos em dieta de bovinos que tem potencial de reduzir o metano entérico”. 

Para se ter uma ideia, só no Brasil a criação de gado bovino para corte corresponde por 15,4% do gases emitidos, superando a queima de combustíveis fósseis, que geram 15,1% do total de gás jogado na atmosfera. Para conhecer as pesquisas desenvolvidas pela Rede Pecus, acesse: cppse.embrapa.br/redepecus.


Última modificação feita em Sex, 25 de Julho de 2014 09:22
Avalie este artigo
(0 votos)
Poliana Corrêa

Poliana Corrêa

Jornalista - Web Rádio Água

Fundação Parque Tecnológico Itaipu

Website: www.webradioagua.org/

Redes Sociais

  • Facebook: webradioagua
  • Linked In: webradioagua
  • Orkut: 15823632741848208134
  • Twitter: webradioagua
  • YouTube: webradioagua

Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu
Av. Presidente Tancredo Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038

 

2020 • Todos os Direitos Reservados